Vamos estudar Matemática? Não precisa torcer o nariz! Para facilitar esta atividade, um engenheiro e um professor criaram a Jovens Gênios, plataforma educacional para crianças e adolescentes com o objetivo de individualizar o aprendizado da disciplina e torná-lo mais divertido.

Lançada em agosto de 2018 e com licenças vendidas para escolas públicas ou privadas, a Jovens Gênios conta com mais de 10 mil questões e aproximadamente 400 aulas interativas de Matemática para alunos do 6º ao 9º ano, além de avatares, medalhas e ranking da escola. O conteúdo da plataforma foi desenvolvido em parceria com a Evolua Educação, e com duas empresas juniores da UNICAMP: a Delta Jr. e Quanta Jr, unindo mercado e meio acadêmico.

A plataforma Jovens Gênios é dividida em canais para os pais, educadores e os estudantes. A equipe da startup desenvolveu uma metodologia de implantação nas escolas, que começa com um workshop para os professores da instituição com o intuito de encontrar a melhor maneira de utilizar a Jovens Gênios de acordo com a realidade loca. Depois, o professor escolhe uma atividade da plataforma e os alunos são divididos em equipes para iniciar um desafio gamificado. Ao final da competição dos alunos, os pais são convidados para uma palestra, a fim de envolvê-los na dinâmica. Ela pode ser acessada de qualquer dispositivo, seja PC, tablet ou smartphone.

Depois dessa fase de implementação, a plataforma oferece seis opções de utilização: aula gamificada, para dinamizar o ensino de um determinado tópico; tarefas de casa, na qual o professor escolhe atividades da plataforma, passa para os alunos resolverem e acompanha o desempenho; exercícios em sala de aula, quando o professor escolhe exercícios e acompanha em tempo real as necessidades de cada um; sala de aula invertida, em que o aluno estuda o conteúdo a ser passado antes com as aulas interativas e exercícios para expor os conhecimentos adquiridos para toda a turma; aula avaliativa, um teste aplicado aos alunos para que o professor saiba em quais tópicos passados há maiores dificuldades; e reforço escolar, recurso que, por meio dos algoritmos de Machine Learning, identifica as principais necessidades do aluno e elabora planos de estudos personalizados com as atividades que ele mais precisa.

Sediada no Rio de Janeiro, a Jovens Gênios participou do programa de aceleração do Sevna, no Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto (SP). Atualmente, mais de 2.000 estudantes já estão utilizando a plataforma em suas escolas.

BulletOutros casos na área de Educação