Fonte: CIO
Por: Antonio Eduardo Mendes da Silva (Pitanga)* 

Efeitos das tecnologias de AI já são visíveis em todas as áreas e ao redor do mundo, alerta especialista

Soluções de Inteligência Artificial (AI, na sigla em inglês) estão abrindo caminho para aumentar a produtividade e a competitividade dos negócios, levando ao crescimento econômico, e para que governos ofereçam serviços melhores à população. O potencial é alto. Especialistas do Conselho de Informação e Tecnologia da Comunicação estimam que tecnologias de AI possam expandir a economia global entre US$ 7 trilhões e US$ 13 trilhões nos próximos oito anos.

Os efeitos das tecnologias de AI já são visíveis em todas as áreas e ao redor do mundo, seja ajudando médicos a oferecer um diagnóstico e tratamentos mais certeiros, melhorando a habilidade de identificar ameaças de cibersegurança mais rapidamente ou desenvolvendo planos de aula com conteúdo, instruções, avaliação e ritmo personalizados de acordo com as necessidades individuais dos alunos.

Conforme os benefícios da AI se multiplicam e ela é cada vez mais incorporada a aspectos importantes de nossas vidas, é compreensível que as pessoas queiram saber mais sobre como a tecnologia funciona. Os principais fornecedores de software e serviços on-line do mundo reconhecem que a confiança na AI é essencial e têm como prioridade fornecer informações relevantes para aumentar a compreensão e gerar confiança em sistemas de IA.

Um mito que deve ser esclarecido é que apesar de muitos sistemas de AI serem chamados de “autônomos”, pouquíssimos operam sem o direcionamento de um humano. Os sistemas de AI são ferramentas para ajudar – e não substituir – o poder de decisão das pessoas. AI permite uma análise de dados que não seria possível para nenhum de nós, encontrando conexões que melhoram a qualidade e a exatidão da tomada de decisões.

Não podemos falar de AI sem considerar seu potencial de impacto na mão de obra. Como muitas inovações tecnológicas ao longo da história, AI tem o potencial de mudar o mercado de trabalho de uma maneira que vai aumentar a demanda por certos tipos de habilidades.

Além da criação de postos de trabalho e do crescimento econômico, há preocupações compreensíveis de que a AI vá levar ao remanejamento de alguns empregos. Essa questão deve ser levada em consideração não apenas pela indústria, mas também pelos governos. É responsabilidade de ambos ajudar os trabalhadores a desenvolver novas habilidades que os preparem para as vagas de emprego que surgirem graças à AI, postos de trabalho que não se parecem em nada com os que existem hoje.

AI veio para ficar e tem potencial para melhorar nossa economia e qualidade de vida. Entendendo-a melhor, vamos nos preparar para usufruir de todos os seus benefícios plenamente.

* Antonio Eduardo Mendes da Silva (Pitanga) é country manager da BSA no Brasil