#BRPaisDigitalvsCovid

Fonte: FICO

Levantamento da FICO apresenta os novos hábitos bancários do consumidor e suas ferramentas virtuais preferidas para verificação de identidade

Durante a atual pandemia, imagens de grandes filas em bancos são constantes nos noticiários. Mas um estudo da FICO, líder mundial em software de análise preditiva, comprovou que, caso tenham essa opção, a maioria dos brasileiros já está confiante para resolver tudo sem sair de casa 92% dos entrevistados estão dispostos a adquirir produtos bancários de forma online. Os canais preferidos são o aplicativo do banco (43%) e o seu site (28%).

O brasileiro tem preferência por contratar dois produtos bancários online: conta corrente (83%) e cartão de crédito (80%). Já a solicitação de empréstimo tem uma menor adesão virtual (41%), sendo por enquanto ainda mais realizada presencialmente.

E dentro desse contexto, ferramentas de verificação de identidade ganham cada vez mais relevância, sendo que os consumidores esperam digitalizar documentos e tirar selfies como passos para poder fazer essas aquisições pela internet. Os métodos preferidos são prova de identidade (79%), prova de residência (72%) e cadastro biométrico (57%) – caso outra opção seja apresentada, 17% desistem completamente da contratação do serviço e 19% vão buscar um concorrente.

“Os resultados da pesquisa da FICO indicam os novos hábitos do brasileiro em relação às instituições financeiras e ao consumo de seus produtos e serviços. Está cada vez mais evidente a preferência por soluções online para questões que antes eram resolvidas apenas nas agências. E isso traz grandes desafios e oportunidades para os bancos, que devem adequar sua estrutura de atendimento virtual para que os consumidores abram as contas de maneira mais segura e rápida. Tecnologias que facilitam a prova de identidade, como machine learning analíticos, serão cada vez mais importantes dentro dessa nova realidade”, afirma Alexandre Nardy, Consultor de Fraude da FICO.

Clique aqui para acessar um infográfico com os resultados da pesquisa.