#BRPaisDigitalvsCovid

A fim de facilitar o acesso a informações sobre o Coronavírus (Covid-19), o Ministério da Saúde desenvolveu aplicativos com dicas de prevenção, descrição de sintomas, formas de transmissão, mapa de unidades de saúde, área de notícias oficial do Ministério da Saúde com foco no Covid-19 e até uma lista de notícias falsas que foram disseminadas sobre o assunto, como forma de combater as chamadas fake news.

Caso esteja com possíveis sintomas do vírus, o indivíduo pode responder questões no aplicativo que avaliam o risco de infecção ao tocar no botão “Está se sentindo mal?”. A pessoa tem que selecionar os sintomas que apresenta no momento, para qual país viajou e se teve contato próximo com algum caso suspeito ou confirmado de Covid-19 nos últimos 14 dias. A partir destas respostas, o aplicativo pode indicar uma unidade de saúde próxima.

Os aplicativos estão disponíveis para usuários dos sistemas operacionais iOS e Android:

iOS: https://apps.apple.com/br/app/coronav%C3%ADrus-sus/id1408008382

Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.datasus.guardioes&hl=pt_BR

Análise dos casos da China

Uma análise dos dados oficiais da China divulgada pela Organização Mundial da Saúde, a OMS, revelam que 80% dos casos confirmados de Covid-19 são leves, sem pneumonia ou com pneumonia fraca. As vítimas que morreram tiveram a versão mais grave, que atingiu menos de 5% dos infectados. O estudo mostra que a maior taxa de mortalidade está entre as pessoas com mais de 80 anos. Aqueles pacientes que tem outras doenças e problemas cardiovasculares também têm chances de desenvolver a forma mais crítica do Codiv-19. Os dados foram coletados até o dia 11 de fevereiro, na China. A taxa de mortalidade está em 2,3%. Dos infectados, mais de 51% são homens e taxa de mortalidade se firmou em 2,8% e das mulheres em 1,7%.