Fonte: MCTIC

Câmara Brasileira da Indústria 4.0, iniciativa do MCTIC e Ministério da Economia, deve concluir plano de ação para o setor até o fim de agosto

Representantes do governo e do setor empresarial se reuniram no MCTIC, para a 2ª Reunião dos GT da Câmara Brasileira da Indústria 4.0.

O Mapeamento 4.0 já registrou 53 iniciativas existentes no país relacionadas à manufatura avançada. A informação é do secretário de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Paulo Alvim, na 2ª reunião dos Grupos de Trabalho (GTs) da Câmara Brasileira da Indústria 4.0.

A expectativa, segundo o secretário, é que na próxima reunião do Conselho Superior do colegiado os Grupos de Trabalho apresentem um plano de ação para a indústria 4.0 e dados mais detalhados sobre os projetos inscritos no mapeamento. “Estamos correndo atrás do prejuízo. O carro está na rua e a fila tá andando. A indústria 4.0 já está acontecendo. É fundamental que a gente entre num crescente, num modelo de escalabilidade desse processo”, destacou Paulo Alvim.

A Câmara Brasileira da Indústria 4.0, lançada em abril deste ano, é uma iniciativa conjunta do MCTIC e do Ministério da Economia (ME). A câmara é formada por mais de 30 entidades representativas do governo, empresas e acadêmicos e vai integrar iniciativas em vigor ou que poderão ser desenvolvidas no país.

A Câmara conta com quatro grupos de trabalho, focados em apresentar soluções nos seguintes eixos: Desenvolvimento Tecnológico e Inovação; Capital Humano; Cadeias Produtivas e Desenvolvimento de Fornecedores; Regulação, Normalização Técnica e Infraestrutura. “É um trabalho muito significativo. Essa convergência de iniciativas e a contribuição do setor privado têm sido fundamental nesse processo”, ressaltou Paulo Alvim.

Integração

O secretário-executivo do MCTIC, Julio Semeghini, destacou que o ministério também já trabalha em outras três câmaras: Agro 4.0, Saúde 4.0 e Cidades Inteligentes. “Essa Câmara da Indústria 4.0 tem sido um exemplo. É um trabalho muito importante na integração dos ministérios, que estão atuando alinhados com a academia e a indústria.”

O conceito de indústria 4.0, também conhecida como manufatura avançada ou quarta revolução industrial, engloba inovações no campo da automação e utiliza tecnologias como a Internet das Coisas e a computação em nuvem. O Mapeamento 4.0, elaborado pela Sempi/MCTIC em parceria com o Senai Nacional, busca conhecer todos os cursos, capacitações, eventos, programas de apoio financeiro e gerencial, além de outras ações relacionadas ao tema. Atualmente, os representantes da Câmara da Indústria Brasileira 4.0 estão inserindo novas iniciativas e divulgando o mapeamento a seus parceiros. Acesse o site pelo endereço: www.mapeamento40.com.br