Fonte: Tecmundo

A malária causa cerca de meio milhão de mortes por ano, e aproximadamente metade da população mundial corre risco de contraí-la. A doença é causada pelo parasita Plasmodium e é transmitida pela picada do mosquito infectado. O grande problema é que esse organismo está ficando cada vez mais resistente aos remédios que o combatem.

Um estudo publicado recentemente no periódico Scientific Reports comprovou que a solução pode estar em um componente químico, encontrado geralmente em produtos como sabão, creme dental, vestuário e até mesmo móveis.

Para isso, os cientistas envolvidos no processo contaram com o auxílio do robô Eve, construído com base em Inteligência Artificial. Ele foi usado de modo que pudesse localizar uma série de compostos aprovados pela FDA (Food Administration Drugs) — órgão que regula o uso de substâncias em alimentos e remédios — que fossem capazes de inibir a enzima responsável pelo desenvolvimento do parasita.

Leia em: https://www.tecmundo.com.br/ciencia/126541-inteligencia-artificial-descobre-componente-capaz-combater-malaria