A inteligência artificial tem permitido a criação de tecnologias como os bots, abreviação da palavra robots (robôs em português). Eles podem ser programados para diferentes funções, como automatizar tarefas e responder perguntas de consumidores nas centrais de atendimento.

No mundo digital, entretanto, os bots também têm sido usados para o envio de SPAMs por e-mail, no roubo de dados pessoais de usuários e para propagar posts e até notícias falsas nas redes sociais, mais conhecidas como fake news, por meio de perfis falsos.

Para ajudar no combate a estes perfis falsos nas redes sociais utilizados pelos bots, o Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS Rio) e o Instituto Equidade & Tecnologia lançaram, em março de 2018, a ferramenta PegaBot.

Nesta plataforma, o usuário pode verificar a atividade de uma conta de rede social para conhecer a probabilidade do perfil avaliado ser de um bot. Quanto maior a nota, maior a chance de ser um bot. Por enquanto, o PegaBot está integrado ao Twitter e em fase de testes. Em breve, a plataforma permitirá a averiguação dos perfis em outras mídias sociais. Conheça o PegaBot e não se deixe enganar!

BulletOutros casos na área de Comunicação