Segurança e Cidadania

A edição 2018 da Pesquisa Global de Software, realizada pela BSA | The Software Alliance traz as informações do cenário global em relação ao uso de software não licenciado e o consequente risco de ataques cibernéticos.

O estudo, que está sendo divulgado hoje, é realizado a cada dois anos em parceria com o IDC e quantificou o volume e o valor do software não licenciado instalado em mais de 110 países e mercados, e consultou mais de 23 mil consumidores, colaboradores e CIOs.

A pesquisa aponta que 46% dos softwares instalados em computadores brasileiros não estão devidamente licenciados, o que representa um valor comercial de 1,7 bilhões de dólares. O número é um ponto percentual mais baixo do que o registrado em 2015 e é o menor registrado na América Latina.

O resultado é positivo, mas ainda há muito a ser feito!

Outras informações relevantes apresentadas pela pesquisa:

  • Taxa global é de 37% de uso de softwares não licenciados. O índice mais baixo é o do Japão (16%) e o mais alto é o da Líbia (90%). Número global representa queda de 2% em relação a 2015.
  • Índice alto torna as empresas vulneráveis a ataques cibernéticos. Está cada vez mais claro que essas infecções por malware estão intimamente ligadas ao uso de software não licenciado – quanto maior o índice de uso de software não licenciado, maior a probabilidade de uma infecção por malware.
  • Os malwares de softwares não licenciados custam às empresas em todo o mundo quase US$ 359 bilhões por ano.
  • Organizações sofrem alguma forma de ataque de malware a cada sete minutos.
  • A cada segundo, surgem oito novas ameaças de malware. As empresas podem demorar até 243 dias para identificar um ataque e outros 50 para resolvê-lo.
  • As empresas devem estabelecer Programas de Gerenciamento de Ativos de Software (SAM) para avaliar e gerenciar os softwares em suas redes. Isso, por sua vez, ajuda as organizações a reduzir o risco de ataques cibernéticos e a aumentar suas receitas.

No estudo terão mais detalhes sobre o uso de software não licenciado no Brasil e no mundo!

Para fazer download da Pesquisa Global de Software em PDF, clique aqui.