Fonte: IPNews
Por Antonio Eduardo Mendes da Silva

IoT

Tudo começou por volta de 1990, quando alguém conectou uma torradeira à Internet para controlá-la remotamente. No ano seguinte, cientistas conectaram uma cafeteira para que pudessem saber de longe se o café havia acabado ou não. Desde então, os inovadores estão trabalhando em garagens e laboratórios do mundo inteiro para descobrir como conectar qualquer coisa com um software na Internet, desenvolvendo uma comunidade de dispositivos.

Em 2010, pela primeira vez, o número de coisas conectadas à Internet superou o número de pessoas. Hoje, o norte americano tem, em média, mais de dez dispositivos conectados. A previsão é de que, em 2022, uma casa típica tenha cerca de 500 dispositivos conectados. Tudo, das TVs aos despertadores, das luzes até mesmo às pioneiras torradeiras e cafeteiras, estarão online.

Leia em: https://ipnews.com.br/artigo-atingindo-o-potencial-maximo-da-internet-das-coisas/