A tecnologia tem sido grande aliada dos esportes cujo rendimento depende das condições naturais, como o clima, a maré ou os ventos. Nas competições de vela, por exemplo, nenhuma tecnologia digital é permitida durante as provas. Mas a tecnologia é essencial durante toda a preparação. Nos treinos e em momentos antes da regata, os dados meteorológicos são essenciais para a definição da estratégia e dos equipamentos. Durante os Jogos Olímpicos do Rio, as boias utilizadas se transformam em estações de medições, com sensores que analisavam, em tempo real, intensidade dos ventos, condições da maré e das correntes marítimas. Todos os dados eram compilados e analisados pelos organizadores e treinadores de modo a entender melhor as mudanças frequentes dos locais aonde as provas seriam disputadas e buscar a melhor estratégica para a competição.

BulletOutros casos na área de Esporte