Mitos e Fatos

Mas afinal, o que é VERDADE e o que é MITO em relação aos dados e às transformações que aportam às sociedades? Veja abaixo alguns exemplos.

Agradecemos a cessão dessas informações por parte da BSA The Software Alliance. Para mais detalhes, acessar o estudo da BSA (disponível aqui).

Proteção de Informações e Dados Pessoais

MITO: A inovação em dados me fará perder toda a privacidade.

FATO: O sucesso da sociedade dos dados depende da confiança das pessoas, que devem sentir que suas informações particulares estão seguras. Os principais desenvolvedores de software criam proteções de privacidade integradas aos seus sistemas desde o início, algo chamado de “proteção na concepção”. Além disso, desenvolvedores costumam usar ferramentas de anonimização e desidentificação, além de criptografia, para minimizar o impacto de alguma possível violação dos dados.

ler mais

MITO: Todos os dados são dados pessoais.

FATO: Alguns dados podem ser informações pessoais (por exemplo, dados que geramos em nossos dispositivos móveis ou que criamos usando redes sociais), mas a maioria dos dados não recebe esse tipo de classificação.

ler mais

O Impacto Econômico dos Dados

Confiabilidade dos Dados

MITO: Dados maiores sempre são dados melhores.

FATO: Os conjuntos de dados nem sempre precisam ser maiores para serem melhores. O tamanho pode ser um dos fatores menos importantes. Para muitos problemas e dúvidas, até mesmo pequenas quantidades de informações, se analisadas com as ferramentas corretas, podem gerar ideias interessantes.

ler mais

Inovações em Dados do Século XXI

MITO: Dados são supervalorizados.

FATO: A utilização de dados para resolver os problemas dos seres humanos não é algo novo. Utilizamos informações para tomar decisões melhores desde o início das civilizações modernas.

ler mais

Os Benefícios Globais da Inovação em Dados

A Função dos Governos na Regulamentação dos Dados

MITO: Governos não têm nenhuma função a desempenhar.

FATO: O enorme crescimento das capacidades da computação remota e dos serviços de armazenamento, análise e softwares, gerou uma série de novos problemas de políticas públicas. A maioria dos tratados, leis e regulamentações não previa essas possibilidades no momento de sua elaboração.

ler mais