Fonte: mobile time
Por: Fernando Paiva

Nas famílias brasileiras em que os pais têm smartphone, praticamente três em cada quatro crianças entre 10 e 12 anos também possuem um aparelho próprio. Esta é a faixa etária em que a maioria dos meninos e meninas passa a ser dono de um smartphone, o que significa uma grande responsabilidade, tanto para as crianças quanto para os pais, que concedem tal liberdade, mas precisam controlá-la de perto. Esta é uma das descobertas de pesquisa inédita realizada por Mobile Time e Opinion Box, para a qual foram entrevistados 545 adultos brasileiros que possuem smartphone e têm filhos de 0 a 12 anos de idade. As entrevistas foram realizadas online ao longo do mês de outubro. A margem de erro é de 4 pontos percentuais.

Desde a mais tenra idade as crianças brasileiras estão tendo acesso a smartphones, seja por meio dos aparelhos dos pais ou com os seus próprios. Na média, 33% das crianças de 0 a 12 anos têm smartphone; 39% não têm, mas usam o dos pais; e 28% não têm e nem usam o dos pais.

Quando analisado por faixa etária da criança, nota-se um gradual crescimento da proporção que tem smartphone próprio e diminuição daquela que não tem. Na faixa de 0 a 3 anos, metade das crianças não têm qualquer acesso a smartphones, enquanto a outra metade tem, sendo 41% através do aparelho dos pais e 9% já com o seu próprio, por incrível que pareça.

Leia em: http://www.mobiletime.com.br/04/12/2017/em-lares-com-smartphone-72-das-criancas-de-10-a-12-anos-tem-celular-proprio/482182/news.aspx