Na unidade de equipamentos eletroeletrônicos da Siemens, em Amberg, na Alemanha, máquinas das linhas de produção operam, sem a interferência humana, 24 horas por dia, fabricando 950 componentes diferentes que são encomendados automaticamente pelo sistema. A automação extrema leva a um baixíssimo índice de defeitos que, segundo um estudo da consultoria norte-americana Gartner, são detectados em apenas 15 peças para cada um milhão produzidas.