Algumas cidades brasileiras já estão adotando a tecnologia de smart grid, que utiliza sensores para coletar dados durante a distribuição de energia elétrica. Na prática, este sistema permite aumentar o controle contra perda de energia no processo de distribuição, tornando-a mais inteligente.

Na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), por exemplo, a concessionária Cemig monitora mais de 12 mil unidades consumidoras por meio de um sistema que realiza a medição e o faturamento da energia de forma digitalizada. Já o Grupo CPFL Energia utiliza a tecnologia para aferir os dados de mais de 25 mil consumidores. Campinas (SP) e Caxias do Sul (RS) estão entre as cidades que adotam o smart grid, assim como outras cidades do Paraná e de Minas Gerais.